A mostrar 1–12 de 69 resultados

História de Évora é muito mais antiga. Aliás, já na pré-história havia povoados na região, como é fácil comprovar seguindo o Circuito Megalítico de Évora.

Bem mais tarde, há vinte séculos atrás, os Celtas dominavam a região e, pensa-se, uma das suas tribos, os Eburones (de Eburos, a palavra celta para teixo, uma espécie de árvore), terão estado na origem do nome Évora.

Durante o importante domínio Romano, Évora veio a chamar-se Liberalitas Julia. É desta altura o monumento mais conhecido da cidade, o Templo Romano, construído num dos pontos mais altos de Évora.

Outros povos importantes na construção do património de Évora foram os Visigodos, que fizeram alterações à muralha defensiva, mas também os Mouros. Estes últimos também melhoraram as defesas, acrescentando portões fortificados e mesmo um kasbah.

Para além destes vestígios arquitetónicos, os Mouros marcam presença ainda hoje em alguns nomes de ruas da Mouraria, no centro histórico. Os nomes sobreviveram mesmo à reconquista Cristã.

Outra das marcas do passado que fazem de Évora património mundial Unesco é a Catedral, o mais conhecido edifício do período medieval. A sua construção foi iniciada em 1186 e terminada nos séculos XIII-XIV.

Mas, apesar da riqueza do passado que descrevi até agora, a verdadeira Época Dourada de Évora só começou no século XV, quando os reis portugueses cá começaram a viver grande parte do tempo. Foi nesta altura que se construíram imensos conventos e palácios reais em Évora como são exemplo o Convento de Santa Clara, o Convento de São Francisco e o Convento dos Lóios.

Estes edifícios, feitos de raíz ou por cima de antigas construções, têm em comum o bem português estilo Manuelino. Este mesmo estilo viria também a ser utilizado para outras construções já no século XVI: Palácio dos Condes de Basto; Igreja dos Cavaleiros de Calatrava; Conventos do Carmo, da Graça, de Santo Antão, de Santa Helena do Monte Calvário,…

Na verdade, o século XVI foi muito importante para Portugal e para Évora. O Aqueduto da Água da Prata foi construído em 1537 por Francisco de Arruda. Também surgiram muitas das fontes que ainda hoje existem, sendo a da Praça do Giraldo a mais conhecida. Para além disso, a nível intelectual e religioso, Évora passou a ter uma influência ainda maior no país.

Entrega lindas flores e cestos para presente com entrega de flores em Évora  no mesmo dia!

Entregas rápidas, preços justos e flores frescas e de qualidade com os melhores floristas locais em Portugal.

Todos os produtos em nosso site estão disponíveis para entregar flores em Évora. Basta escolher o produto desejado, indicar o data e horário preferidos, escrever sua mensagem de presente e os dados da morada de entrega e escolher a forma de pagamento, que cuidaremos de sua encomenda com todo carinho!
79.00
120.00
68.00
120.00
68.00
Open chat